• Últimas Notícias

    sexta-feira, 31 de agosto de 2012

    Rurouni Kenshin: Primeiras Impressões do live action


    Filme não tem previsão de estreia no Brasil

    Lançado há uma semana, saíram as primeiras impressões do longa na internet (afinal, embora gostaria, não tenho como ir ao Japão T_T). Abaixo você confere o artigo publicado no site do Henshin! copiado integralmente porque este que vos escreve estava com preguiça de traduzir o site que eles usaram como base ¬¬. Mas antes que nos acusem de plágio, fiz questão de colocar a fonte. Sem mais delongas, eis o artigo na íntegra:

    --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

    Em 25 de agosto, estreou nos cinemas japoneses o live-action deRurouni Kenshin (também conhecido como Samurai X). O longa-metragem, adaptação da aclamada obra de Nobuhiro Watsuki, estava sendo muito aguardado pelos fãs – alguns com expectativas altas e outros com um certo receio de que a adaptação repetisse o feito de Dragon Ball Evolution.
    Porém, ao que parece, a qualidade do live-action deRurouni Kenshin está muito boa, tanto em termos de adaptação quanto em questões mais técnicas, como efeitos especiais e trilha sonora. Pensando nos fãs que ainda não viram o filme mas estão supercuriosos para saber um pouco mais dele, nós aqui da Henshin iremos mostrar as primeiras impressões do live-action, registradas pelo pessoal do site Kotaku.
    A adaptação
    Segundo o site, a história do live-action faz um mix entre os dois primeiros arcos do mangá/anime (os arcos de Takeda Kanryuu e de Jin’e Udo), e também acrescenta alguns flashbacks de Kenshin durante as batalhas da Restauração Meiji e como ele conseguiu sua primeira cicatriz.
    Há algumas modificações feitas em relação ao mangá original (como é de praxe na maioria dos filmes baseados em HQs e obras literárias), mas nada que prejudique a qualidade da obra. Pelo contrário, ao que parece, elas foram feitas de modo que o filme seja encarado como independente, sem haver necessidade de ter uma sequência futuramente. Assim, é um prato cheio para aqueles que ainda não conheciam a trama de Kenshin e buscam apenas mais uma história de época.
    O longa também possui um tom de mais seriedade em relação à obra original, e muito do humor característico do Watsuki foi cortado.
    Avaliação: Boa. ^_^

    As cenas de lutas
    Desde o começo, o live-action conta com direção e coreografia de lutas muito boas. As lutas são rápidas e empolgantes, alterando entre ação coreografada e ângulos de câmera.
    Praticamente não há CG no filme: as lutas foram feitas com uso de cabos de aço (característico de filmes chineses como O Tigre e o Dragão), mas não pense que vai ver o Kenshin e o Saito andando sobre bambus, não – essa técnica é usada para fazer os personagens se moverem muito rápido ou deslizar pelo chão (cenas que já foram mostradas nos trailers).
    Por isso, as cenas de ação acabaram ficando bem realistas (dentro daquilo que se considera “realista” em filmes, né?).
    Avaliação: Boa! ^_^

    A trilha sonora
    Para Richard Eisenbeis, redator do Kotaku, uma das maiores surpresas foi a trilha sonora do filme, que fugiu bastante do estereótipo de músicas tradicionais japonesas (canções com flautas ou shamisen) e também não ficou com “cara de anime”. A trilha foi muito bem feita e ajudou a intensificar os momentos dramáticos e empolgantes.
    Avaliação: Boa!! ^_^
    O Elenco
    O elenco escalado para dar vida a Kenshin, Sanosuke e cia. foi muito bem elogiado, em especial os atores que interpretaram os vilões. A única resalva foi a escolha de Emi Takei para viver Kaoru. Não, não pense que o problema está na atuação da garota (que foi bem elogiada), é a sua aparência que foi um pouco criticada. Para o redator do Kotaku, Emi é muito bonita para ser a Kaoru – que não tem uma beleza extraordinária no mangá/anime – e isso faz com que não haja tanta diferença entre ela e Megumi (uma piadinha recorrente em todo o mangá/anime).
    (Aqui na redação da Henshin, as opiniões já são bem controversas nesse ponto… teve gente que achou a atriz da Kaoru bem mais feinha do que deveria ser. xD)
    Avaliação: Podia ser melhor. :/
    Resultado Final
    Afastando para bem longe o temor de ser mais uma péssima adaptação de quadrinhos, o longa de Rurouni Kenshin supera as expectativas com uma direção boa, um roteiro bem amarrado e um elenco com ótimas atuações. É uma opção interessante tanto para os fãs hardcore da série quanto para quem apenas procura entretenimento.
    Agora, vamos esperar para que a bilheteria seja boa no Japão, já que vai depender muito de sua recepção por lá para que o longa tenha chances de estrear mundialmente. Cruzem os dedos!

    Fonte: Henshin! 

    Um comentário:

    1. Assisti o filme e concordo com as observações citadas exceto pela Emi Takei que achei que ficou muito bom no papel de Kaoru. Apenas considero que o ator que fez o Yahiko é muito novo para o personagem

      ResponderExcluir

    Esse espaço é destinado para comentários e discussões sobre as notícias do site.

    Os comentário são livres, mas estaremos de olho pra que ninguém passe dos limites. Comentários que contenham ofensas, links para outros sites ou materiais de conteúdo adulto serão moderados.

    Caso deseje firmar parceria, entre em contato conosco através do nosso e-mail animefanzines@outlook.com

    Seja educado, respeite a opinião dos outros. Faça desse espaço um ambiente saudável para o diálogo. Não queremos ser obrigados a mandar ninguém pra outra dimensão ;)

    Sobre Nós

    Sobre Nós
    Notícias e informações sobre o universo dos animes, mangás, games e muito mais sobre esse lado pop da cultura japonesa.